Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

ONLINE
1




Partilhe este Site...





Total de visitas: 428798
ENTREVISTA COM WILSON RODRIGUES PEREIRA
ENTREVISTA COM WILSON RODRIGUES PEREIRA

  1. De onde você é? Quando você começou a se aventurar na literatura? Sofreu influência direta de parentes mais velhos, amigos, professores? O que aprendeu na escola o instigou a criar textos?

R: Sou de São Paulo, mas moro em Brasília desde pequeno, não sofri influências diretas; acho que é mais uma questão de curiosidade.

 

  1. Você já leu muitas obras e lê frequentemente? Que gêneros (poesia, contos, crônicas, romance) e autores prefere?

R: Leio menos do que gostaria, gosto de todos os gêneros mas prefiro os autores nacionais. Gosto muito de Guimarães Rosa, Drummond, Fernando Sabino, João Ubaldo Ribeiro, Millor; sou da geração d’O Pasquim.

 

  1. Costuma fazer um glossário com as palavras que encontra por aí (em livros, na internet, na televisão etc.) e ir ao dicionário pesquisá-las?

R: Sempre consulto o dicionário quando não conheço a palavra, mas não faço glossário, gosto de inventar palavras assim como fazia o Rosa. o que chamo de novocabulário (por exemplo: VOCABUHILÁRIO – CONJUNTO DE VOCÁBULOS ENGRAÇADOS; HORMÔNIMOS – SÃO HORMÔNIOS QUE TÊM O MESMO NOME entre outras)

 

  1. Há escritores de hoje na internet (não consagrados pelo povo) que admira? Em sites, Academias de que de repente você participa etc.

R: No site Recanto das Letras há muitos escritores amadores que gosto de ler. Participo de algumas associações e academias de escritores.

 

  1. Você costuma participar de antologias? Acha-as algo interessante? Participaria de uma se eu a lançasse?

R: Já participei de várias antologias e participaria de uma que você lançasse, dependendo do tema.

 

  1. Você é membro de Academias de Letras? Aceitaria indicações para ingressar em Academias de Letras como membro?

R: Sou membro correspondente da Academia de Letras e Artes de Lisboa e tive a oportunidade de participar de evento naquela cidade; poderia participar de outras Academias.

 

  1. Tem ideia de quantos textos literários já escreveu? Há quanto tempo escreve ininterruptamente?

R: Ininterruptamente escrevo há uns oito anos, mas sempre gostei de escrever.

 

  1. Você tem dificuldade de escrever em prosa, em verso? 

R: Nenhuma dificuldade, só não sei se meus textos têm qualidade.

 

  1. Você possui algum lugar onde publica textos virtualmente? Qual? 

R: Costumo postar no Recanto das Letras, é uma boa forma de guardar o que quero, receber comentários e poder ler quando e onde quiser.

 

  1. Que temas prefere escrever? Prefere ficção ou o que vivencia e vê no dia a dia?

R: Gosto de escrever o dia a dia misturando com ficção para tornar o texto mais interessante.

 

  1. Aprecia outros tipos de arte usualmente? Frequenta museus, teatros, apresentações musicais, salões de pintura? Está envolvido com outro tipo de arte (é pintor, músico, escultor?)

R: Gosto e frequento todo tipo de arte, mas infelizmente nunca me envolvi com outro tipo; acho que não tenho habilidades para tal.

 

  1. Que retorno você espera da literatura para si mesmo no Brasil? E a nível de mundo?

R: Na verdade escrevo para me divertir e, se possível, divertir os outros. Não espero grande mudanças na literatura.

 

  1. Você acha que o brasileiro médio costuma ler? Acha que ele gosta de literatura tradicional ou só de notícias rápidas e sem profundidade?

R: Com o bombardeio de informações hoje, acho muito difícil ler textos mais elaborados e longos.

 

  1. Você costuma registrar seus textos na FBN antes de publicá-los? Sabe da importância disso?

R: Só registro os livros.

 

  1. Já tem livros-solo publicados? Consegue vendê-los com certa facilidade?

R: Tenho livros publicados mas vendi muito pouco, prefiro doá-los para meus fãs (kkkkkkkkk).

 

  1. Já conhecia o poeta-escritor Oliveira Caruso (desculpe-me... esta pergunta é padrão para quem participa de meus concursos literários)?

R: Claro que conheço, recebi medalha de ouro no “Concurso Erotismo com Arte”.

 

  1. Você trabalha com literatura inclusive para aumentar sua renda ou a leva como um delicioso hobby?

R: Sim é um delicioso hobby, mas claro que gostaria de aumentar minha renda com publicações.

 

  1. Você trabalha (ou) fora da literatura?

R: Sim, trabalho no governo federal; sou aquilo que antigamente era chamado de “Barnabé” (veja o significado nas Sagradas Escrituras)

 

 

 

topo