Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

ONLINE
1




Partilhe este Site...





Total de visitas: 405736
ENTREVISTA COM HILDA MENDONÇA
ENTREVISTA COM HILDA MENDONÇA

ENTREVISTA COM HILDA MENDONÇA

 

  1. De onde você é? Quando você começou a se aventurar na literatura? Sofreu influência direta de parentes mais velhos, amigos, professores? O que aprendeu na escola o instigou a criar textos?

Sou Hilda Mendonça da Silva, nome literário Hilda Mendonça, natural de Alpinópolis, MG. Desde a minha infância tinha paixão por livros, comecei a publicar alguns poemas já residindo em Passos, MG, no jornal O Sudoeste, em minha adolescência. Minha primeira professora, por dois anos seguidos, mandava-nos ler e copiar poesias, e isto me fez ver que havia um mundo diferente do que eu então vivia, com pessoas que pensavam diferente.

 

  1. Você já leu muitas obras e lê frequentemente? Que gêneros (poesia, contos, crônicas, romance) e autores prefere?

Nem sei quantos livros já li, o que é uma pena; deveria ter anotado, não concebo um mundo sem livros. Gosto também de ler na Internet mas minha preferência é o livro de papel mesmos, apalpá-lo, sentir o cheiro de livro. Leio tudo, contos, poesia, pensamentos, Bíblia, romances, revistas, jornais, preferencialmente contos e poesias.

Quanto a autores, gosto de tantos que seria injustiça citar só alguns, preferencialmente os clássicos brasileiros e estrangeiros.

 

  1. Costuma fazer um glossário com as palavras que encontra por aí (em livros, na internet, na televisão etc.) e ir ao dicionário pesquisá-las?

Gosto de consultar dicionários, no entanto não tenho o hábito de fazer glossários.

 

  1. Há escritores de hoje na internet (não consagrados pelo povo) que admira? Em sites, Academias de que de repente você participa etc.

Admiro todos os meus confrades da Academia Taguatinguense de Letras, da cidade de Taguatinga, DF; da Associação Cultural dos Escritores de passos, MG; a Escritores e Cia; também admiro vários poetas da Academia de poesias Raul de Leone, Petrópolis; escritora Perpétua Flores, Argentina; poeta Adelio Amaro, Portugal; associados da ANE, DF; e a lista é enorme.

 

  1. Você costuma participar de antologias? Acha-as algo interessante? Participaria de uma se eu a lançasse?

Comecei minha carreira participando de Antologias, participei e estou participando de algumas no momento. Claro que seria um prazer participar de uma Antologia organizada por Oliveira Caruso, uma honra; a Antologia é o meio mais prático para o autor divulgar os seus trabalhos.

 

  1. Você é membro de Academias de Letras? Aceitaria indicações para ingressar em Academias de Letras como membro?

Sou membro fundadora da Academia Taguatinguense de Letras, onde ocupo a cadeira número 4; sou membro correspondente de várias academias. Creio que aceitaria sim.

 

  1. Tem ideia de quantos textos literários já escreveu? Há quanto tempo escreve ininterruptamente?

Como já disse, escrevo há muitos anos, creio que já tenho 30 livros publicados entre contos, poesias folclore (Minha paixão), Literatura.

Infantil e juvenil, publico também mensalmente uma página infantil na revista Foco Magazine e artigos para o jornal Folha da Manhã.

 

  1. Você tem dificuldade de escrever em prosa, em verso?

Não, depende da inspiração.

 

  1. Você possui algum lugar onde publica textos virtualmente? Qual?

O Facebook.

 

  1. Que temas prefere escrever? Prefere ficção ou o que vivencia e vê no dia a dia?

Ficção com dados intuitivos de vivências minhas.

 

  1. Aprecia outros tipos de arte usualmente? Frequenta museus, teatros, apresentações musicais, salões de pintura? Está envolvido com outro tipo de arte (é pintor, músico, escultor?)

Sim, na medida do possível frequento. Residi por 30 anos em Brasília, e lá eu frequentava mais.

 

  1. Que retorno você espera da literatura para si mesmo no Brasil? E a nível de mundo?

Não ficou claro se a Literatura em geral ou a que produzo, o retorno que creio eu todo escritor espera é ser entendido pelo leitor; o resto é consequência que poderá vir ou não.

 

  1. Você acha que o brasileiro médio costuma ler? Acha que ele gosta de literatura tradicional ou só de notícias rápidas e sem profundidade?

O brasileiro em geral lê muito pouco. Faltam campanhas de incentivo à leitura, livros a preços populares, mais bibliotecas com pessoas que gostem de leitura trabalhando nelas.

 

  1. Você costuma registrar seus textos na FBN antes de publicá-los? Sabe da importância disso?

 Eu registro e, mesmo assim, já tive textos e até título de livros meus escandalosamente copiados.

 

  1. Já tem livros-solo publicados? Consegue vendê-los com certa facilidade?

Tenho 30. Como produzo literatura infantil e juvenil também, para estes encontro mais facilidade de vendas.

 

  1. Já conhecia o poeta-escritor Oliveira Caruso (desculpe-me... Esta pergunta é padrão para quem participa de meus concursos literários)?

Já participei de concurso Oliveira Caruso e fui até premiada.

 

  1. Você trabalha com literatura inclusive para aumentar sua renda ou a leva como um delicioso hobby?

Faço palestras nas quais consigo vendas, recebo também pedidos via correio.

 

  1. Você trabalha(ou) fora da literatura?

Fui professora da Rede Oficial de Ensino no DF até minha aposentadoria.

Hilda Mendonça

hilda-escritora@hotmail.com

topo